top of page
  • Foto do escritorNeemias Lira

Prevenção de Acidentes Domésticos na Infância.


Casa é uma construção de cimentos e tijolos.Lar é uma construção de valores e princípios.Onde se sentimos felizes, seguros e desejamos retornar todos os dias, sendo um local sagrado. Será que este local sagrado apresenta algum perigo?

O desenvolvimento industrial, a qualidade de vida, as descobertas científico-tecnológicas e até mesmo os avanços na área de saúde não são capazes de conter a incidência de acidentes domésticos na infância. No Brasil, o impacto econômico representado pelos acidentes pode ser medido diretamente por meio dos gastos hospitalares, com internação, dias de permanência geral, e inclusive em unidades de terapia intensiva.

De acordo com especialistas em saúde na infância, os acidentes mais comuns envolvendo crianças são provocados por quedas, armas de fogo, afogamento, aspiração e deglutição de corpos estranhos, queimaduras, envenenamentos, sufocação e falta de segurança no transporte, além das intoxicações, as quais têm uma dimensão preocupante e, na maioria das vezes, são decorrentes de condições facilitadoras, como a ignorância das pessoas em relação a produtos tóxicos.Os acidentes domésticos têm relação com a idade da criança e sua etapa de desenvolvimento psicomotor, bem como com os fatores presentes no ambiente, os quais estão relacionados ao comportamento e ao estilo de vida da família, com fatores educacionais, econômicos, sociais e culturais.

Os acidentes na infância levam a criança a vivenciar um atraso significativo em seu desenvolvimento e a carregar as sequelas dos mais diferentes tipos de injúria. Embora a morte seja a conseqüência mais grave dos acidentes, os danos físicos, psicológicos e sociais demandam assistência e custos elevados para o sistema de saúde. Nesses casos, particularmente para as crianças, o significado dos anos potenciais de vida perdidos torna o problema dramático, sendo que para os pais, há conseqüências como a redução da produtividade no trabalho, além das implicações financeiras relativas à manutenção e reabilitação daqueles que se tornam incapacitados.

É evidente a necessidade de investimento na prevenção de acidente na infância e deve ser compreendida e praticada pelas famílias. Deve-se buscar orientar a família para a criação de uma verdadeira conduta preventiva. Isto é, para que se pense no acidente antes mesmo que ele ocorra.É importante que as famílias sejam conscientizadas de que a prevenção de acidentes inicia-se com a compreensão das mudanças no desenvolvimento de seus filhos, as quais demandam cuidados especiais, como a mudança do meio em que a criança vive e a eliminação dos fatores de risco que comprometam a proteção da criança.

151 visualizações0 comentário

Comments


LOGO WHATSAPP.png
bottom of page